Faça-se associado da AIMinho
Bolsa de Formadores AIMinho
Aiminho.pt

aiminho - Associação Empresarial

Portal de negócios






Balcão 2020 AIMinho
Email para envio de notícias de Associados
Siga-nos no facebook

Notícias

2018-09-05 Plano de Recuperação da AIMinho não aprovado

A Assembleia de Credores da AIMinho, realizada hoje (05 de Setembro de 2018), não aprovou o Plano de Recuperação apresentado pela AIMinho.


Como é público, a AIMinho iniciou em 2002 um processo de reestruturação operacional e financeiro para sustentabilizar as operações e a dívida financeira da Associação. Ao longo dos anos logrou-se uma reestruturação operacional, permitindo transformar Resultados Operacionais negativos em Resultados Operacionais positivos. O mesmo desiderato não foi alcançado com a renegociação da dívida. Os credores financeiros não aceitaram qualquer das propostas apresentadas pela AIMinho para renegociar o insustentável passivo financeiro. Como consequência, a AIMinho viu-se obrigada a desembolsar 6.3 milhões de euros, em juros de serviço da dívida, durante os últimos 12 anos. Estes encargos financeiros, como oportunamente comunicado aos mesmos credores, não eram suportáveis pela estrutura da AIMinho. Aliás, como infelizmente se veio a comprovar.


Adicionalmente, uma denúncia anónima ao Ministério Público determinou um inquérito, no início de 2013, a várias Entidades, entre as quais a AIMinho. Este inquérito veio limitar a normal atividade desta Associação, criando constrangimentos financeiros adicionais. Em particular, a Agência de Coesão deliberou a suspensão de pagamentos relacionados com projetos executados e cofinanciados à AIMinho, em janeiro de 2015, e o Ministério Público determinou, como medida de coação, a proibição da AIMinho se candidatar a programas envolvendo fundos comunitários em janeiro de 2018. A consequência deste inquérito foi o agravamento da já difícil, e anteriormente descrita, equação financeira.


Atendendo ao constrangimento financeiro resultante do supramencionado, a Comissão Executiva da AIMinho viu-se obrigada a recorrer aos mecanismos de recuperação que a Lei prevê. Lamentavelmente, as negociações com os credores financeiros não lograram a reestruturação do passivo financeiro que se impunha para adequar o serviço da dívida da AIMinho à real capacidade desta Instituição. Como tal, o Plano de Recuperação da AIMinho não foi aprovado.


Consideramos, apesar de tudo isso, que uma Associação Empresarial autónoma e independente que defenda, com liberdade e responsabilidade, os interesses das empresas continua a ser hoje incontornável. 


Acreditamos que os empresários da região encontrarão hoje, tal como há 40 anos, a melhor resposta para essa imperiosa necessidade no quadro do associativismo empresarial livre.




A Comissão Executiva da AIMinho







Bookmark and Share

ver acção acção acção Destaque AIMinho






Início | Anterior | 1 | 2 | 3 | 4 | Próxima | Fim

agenda


sugestoes


montra de associados