Faça-se associado da AIMinho
Banner Balcão AIMinho 2020
Aiminho.pt

aiminho - Associação Empresarial

Portal de negócios






Soluciona
Email para envio de notícias de Associados
Clube do Empresário

Notícias

2017-11-08 Galiza e Norte de Portugal pioneiros na agilização do reconhecimento de qualificações de emprego

As regiões da Galiza e do Norte de Portugal estão a tomar medidas para facilitar o reconhecimento das qualificações dos trabalhadores obtidas na região congénere, numa iniciativa inédita ao nível da União Europeia.

 

Atualmente, são cerca de sete mil os portugueses que trabalham na região espanhola da Galiza e quase dois mil os espanhóis a trabalhar no Norte de Portugal. Considerando esta situação, bem como a crescente quantidade de pessoas que procuram cargos do lado de lá da fronteira, as autoridades de ambas as regiões estão a trabalhar em conjunto para facilitar o reconhecimento das qualificações dos candidatos a emprego de ambos os lados da fronteira.

 

Neste momento, sempre que um português com determinada qualificação aceita um emprego na Galiza ou um espanhol decide vir trabalhar para o norte de Portugal, os seus diplomas profissionais têm de ser oficialmente aceites. Devido à morosidade deste processo, as oportunidades de emprego são por vezes dificultadas ou até perdidas. Os obstáculos incluem a falta de informação, a necessidade de traduções dispendiosas e as regras rigorosas em matéria de responsabilidade em caso de erro.

 

Aquilo que o EURES Transfronteiriço Norte de Portugal-Galicia pretende agora conseguir é que uma qualificação nacional seja reconhecida e aceite como equivalente a um diploma obtido no país de acolhimento, outorgando ao titular dessa qualificação os mesmos direitos que uma pessoa que possua um diploma local. 

 

O número de portugueses que trabalham na Galiza é superior ao número de espanhóis a trabalhar no Norte de Portugal, apesar de o nível geral de desemprego ser superior na Galiza. A procura de competências é diferente de ambos os lados da fronteira: Portugal contrata galegos para trabalharem nos setores automóvel, saúde e metalúrgico, ao passo que a maior parte dos portugueses a trabalhar na Galiza estão no setor da construção. 

 

No âmbito do programa EURES, a AIMinho tem contactado as empresas industriais e de trabalho temporário da região no sentido de abrirem as suas portas aos trabalhadores da Galiza, e vice-versa.

 

Enquanto parceira desta estrutura, que em Portugal é coordenada pelo IEFP – Instituto de Emprego e Formação Profissional, a AIMinho promove também ações de divulgação de informação sobre a mobilidade de trabalhadores e a prestação de serviços na Galiza. O objetivo destas ações, para além da divulgação dos serviços EURES, é identificar ocupações e setores de atividade nos quais poderão existir oportunidades de colocação e convidar os empregadores da região que tenham ofertas de emprego a divulgá-las também através dos serviços do EURES Transfronteiriço Norte de Portugal-Galicia, potenciando assim um incremento de colocações transfronteiriças.

 

Caso pretenda saber mais ou aceder aos serviços desta estrutura, poderá contactar:

AIMinho - Natália Silva | nsilva@aiminho.pt | 253 202 500

Gabinete de Coordenação EURES-T NP-G (Av. Miguel Dantas nº 69 - 4930-678 Valença) | eurest@iefp.pt | 251 095 721

 

Mais informação em:

- Portal EURES Transfronteiriço Norte de Portugal – Galiza

- Portal Europeu Da Mobilidade Profissional (mais informação para empregadores)

- Destacamento de Trabalhadores, 2016, Segurança Social

 

Fonte: 

- Serviço das Publicações da União Europeia, setembro 2017 – Documento “Superar obstáculos nas regiões fronteiriças” 

 

 

 







Bookmark and Share

ver acção acção acção News AIMinho


Veja também:






agenda


sugestoes


montra de associados